Home page

16 de setembro de 2019

Responsável: Constantino K. Riemma


Curso completo de Tarô com Betoh Simonsen
 
 
 
Conclusão
 
 
 
 
 
 
Conclusão
    
    Ficarei realmente satisfeito se tiver conseguido demonstrar que o Tarô pode atingir níveis muito mais profundos do que normalmente se acredita, sendo relativamente simples pelo tanto que oferece. É, também, bastante prático em suas aplicações.
    Gostaria de colocar o alerta para que não seja entendido de uma maneira dogmática, como uma verdade inquestionável. Qualquer informação, por mais precisa que seja, deve estar a serviço do ser humano e não ao contrário, e o Tarô mesmo já foi usado de uma maneira manipuladora e inescrupulosa. Podemos nos lembrar que qualquer situação que procure restringir nosso livre arbítrio, que nos faça sentir culpados, ansiosos ou temerosos, não está nos prestando um bom serviço, a nós que verdadeiramente somos filhos da luz.
    Podemos nos lembrar de que – se de um lado somos responsáveis por qualquer impressão que surja à nossa consciência e, mais ainda, por aqueles em latência (hoje sabemos que o preço da inconsciência é grande), de outro lado, esta responsabilidade é liberada no momento em que esta impressão é acolhida e transmutada pela nossa compreensão amorosa e resposta adequada à situação, quer seja em forma de oração ou ação. Nosso primeiro círculo é profundamente silencioso, harmônico e equilibrado. Os outros são mais ou menos dramáticos, mais ou menos alegres ou criativos, mas estão em constante mutação, sendo impermanentes e apenas relativamente verdadeiros. Nossa consciência pode se expandir até abraçar todos os círculos, a partir do ponto central.
    Depois da subida à montanha, podemos retornar ao vale, ajudando a ancorar o reino dos céus na Terra, ou realizando a verdadeira quadratura do círculo.
    O convívio com o Tarô pode ser profundamente transformador e sensibilizador. Pode ampliar nossa sintonia com os outros seres humanos e com as forças planetárias e cósmicas, ampliando nossa participação na grande dança da criação.
    Procuro estimular a todos, para que depois de alcançado um certo domínio sobre este sistema, procurem correlacioná-los com os outros, como a cabala e a astrologia. A sinergia que pode ser alcançada é intensa.
    Devemos evitar, sempre que possível, os jogos de poder psíquico, infelizmente ainda bastantes presentes em nossa realidade. Como aconselha o I-Ching, não devemos combater o mal diretamente, mas, sim, sendo firmes na prática do bem. A chave continua sendo o Amor e a maestria no nível de freqüências. Mas o simples fato de atuarmos como parteiros de uma nova consciência poderá provocar a manifestação das forças de oposição. Para isto, estaremos preparados, mantendo nossos níveis de freqüências firmemente ancorados no amor divino, o alfa e o ômega de nossa experiência de viajante das estrelas. Não estamos,  nunca estivemos e nunca estaremos sós. Somos um dentro da diversidade.
    Paz, amor e equilíbrio e fé para você e para todos os seres.
 
Tiragens
    O Autor apresenta ainda em seu curso modelos de tiragens das cartas, entre eles:
Método das cinco cartas
Método da cruz céltica
Método astrológico
    
Para continuar nos Arcanos Menores com Betoh Simonsen escolha os links:
 
 
 
 
 
Conclusão
 
Contato com o autor
Betoh Simonsen
- betohsimonsen@uol.com.br
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
out.07
 
[< voltar]
 
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2019 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil