Home page

16 de setembro de 2019

Responsável: Constantino K. Riemma


Curso de Tarô com Betoh Simonsen
    [< voltar]
6. Os Enamorados
 
    O I-Ching nos aconselha cuidados e atenção com o que nos alimentamos. Inclusive, nos aconselha a olharmos qual a parte do ser que as pessoas dão mais atenção se quisermos avaliá-las.
    Ao nos alimentarmos, em qualquer nível – física, emocional, mental ou espiritualmente - um dos primeiros passos, e talvez o mais importante, é o processo da escolha e, também, da organização. Estou realmente desejando tal experiência? Estou disponível ou minha energia está presa em algum lugar?
 
6. Os Enamorados
[Tarot Balbi]
      De qualquer forma, é sempre melhor tomarmos uma má decisão, porém com inteireza, do que estarmos divididos ou não escolhermos. Em seu saboroso livro João de Ferro, Robert B. conta como Dom Quixote, na dúvida sobre qual caminho seguir, deixou a escolha a seu cavalo. Porém, como este estava com preguiça e com fome, voltaram ao celeiro. Esta metáfora ilustra bem como podemos ficar parados, ou mesmo regredir, quando não escolhemos.
    Um homem olhando uma mulher, como no baralho do Waite; ou as mulheres, como no Tarô mitológico, parecem demonstrar a importância de a parte racional olhar para a emocional, e esta olha para o anjo, que inspira e abençoa o processo de escolha. No caso do Tarô mitológico, o herói parece ter sido punido pela escolha feita, mas, em realidade, qualquer escolha teria um preço, pois haveria uma parte não atendida.
    Afrodite não deixa de ser uma escolha certa quando a beleza é que está em jogo.
    Parece-me que todas as vezes que esta carta aparece em uma leitura aponta para uma oportunidade de escolha, e dá algumas indicações de como proceder, no nível em que está sendo feita a pergunta. Muitas vezes perdemos tempo e energia tentando adivinhar o que o outro pensa a nosso respeito; se o negocio vai dar certo ou não; se a resposta vai ou não ser positiva; e nos esquecemos de nos perguntar o que nós pensamos ou sentimos a respeito, e o quão seriamente estamos integrados e envolvidos no processo.
    O nível de inteireza e comprometimento me parece mais importante do que o resultado, pois estaremos desta forma desenvolvendo primeiro nosso poder de discernimento e depois nosso poder de realização; contra nunca sabermos com certeza; além de nos tornarmos fracos e inseguros quando não exercemos nosso poder de escolha ou deixamos que outros o façam por nós. Isto acontece mesmo quando fazemos uma escolha da qual nos arrependemos, pois garanto que nunca mais esquecemos um mau passo dado, pelo qual nos responsabilizamos; onde se de um lado passamos por um grande e profundo aprendizado, de outro estaremos com nossas energias intactas para as reformulações e redirecionamento dos planos.
    A visão popular de encontrar um namorado ou uma namorada, ou de escolher entre o certo e o errado a meu ver é um pouco limitada e incompleta, sem necessariamente ser falsa.
    Sintetizando: quando estivermos nos aproximando de uma decisão, como é o caso deste arcano, primeiro deveremos avaliar com nossos sentimentos e motivação, depois com nossa razão procurar indicações e inspiração; a seguir, deveremos agir renunciando ou abrindo mão de alguma coisa, que seria outra alternativa; e, ainda, deveremos acompanhar os resultados com tranqüilidade e confiança, podendo eventualmente reiniciar o processo de decisão à medida que formos adquirindo experiência.
    
Para continuar nos Arcanos Maiores com Betoh Simonsen escolha os links:
 
6
 
 
 
 
Contato com o autor
Betoh Simonsen
- betohsimonsen@uol.com.br
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
out.07
 
 
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2019 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil